quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

My tears dry on their own

Estava esperando para vir aqui dizer que toda aquela angústia passou, mas isso não aconteceu. Talvez eu tenha descoberto uma boa parte dos motivos que me levam a ficar assim, mas eu acho todos bastante idiotas e isso me deprime mais, porque, no final das contas, eu me sinto idiota. Quando finalmente consigo colocar a cabeça no travesseiro, dedico a tristeza do dia a alguma coisa em especial. Estou fazendo uma espécie de rodízio, talvez assim dê pra levar. Bem, é um jeito de evitar que eu seja bombardeada com milhões de pensamentos sobre as mais diversas situações frustrantes. Só uma vã tentativa de ordenar essa confusão.

Minhas contradições estão me sufocando. Percebi, ontem, que as reflexões sobre a minha vida nunca foram tão relacionadas a mim e às consequências dos meus próprios erros atos. Só resta acreditar na minha capacidade de regeneração. 

Inferno mesmo é essa sensação de perda de tempo.


2 comentários:

  1. É horrível mesmo isso, sensação de tudo o que faz é inválido e não tem serventia pra muito, sei bem o que é isso.
    Mais flor se isso ajuda: "Não abaixes nunca a cabeça princesa, pois a coroa pode cair"
    Vc é forte pra conseguir isso, e as vezes por mais dificil que pareça devemos erguer a cabeça e esperar os males passar, pois se não podemos fazer muito pra muda-lo, devemos ao menos ter a capacidade de não se rebaixar ainda mais ao problema, e isso envolver erguer a cabeça, olhar em frente e esperar passar.
    Muuiiitttaa Força meu anjo, se precisar estou aqui.
    Ps. adorei a letra da música, vou posta-la no meu blog, tudo bem?
    Bj.

    ResponderExcluir
  2. Oi querida,só depende de nós levantarmos a cabeça e seguir em frente sei que não e facil, mas e preciso vc consegue se precisar to aqui força.Bjss

    ResponderExcluir